O diagnóstico é a pedra base de qualquer desenvolvimento e processo de mudança, pelo que a sua aplicação é fundamental para a definição de medidas e ações a implementar no âmbito da Igualdade de Género e Conciliação da vida profissional, familiar e pessoal.

Através do diagnóstico, que tem por base a aplicação de instrumentos desenvolvidos por entidades de referência, obtêm-se um retrato da organização neste domínio, que permite identificar nas suas políticas e práticas situações de discriminação em função do género e/ou pouco facilitadoras da conciliação da vida profissional-familiar. Com estes resultados a organização reúne o conjunto de informações necessárias para definir um percurso integrado de melhoria contínua neste domínio, considerando os seus objetivos e recursos.

No atual contexto, as políticas e objetivos estratégicos das organizações, nacionais e internacionais, atribuem especial relevância a Igualdade de Género, verificando-se um crescente reconhecimento dos benefícios associados a uma participação equilibrada de mulheres e homens na esfera pública e privada e a necessidade de aprofundar a perspetiva de género nos diferentes domínios da sociedade.

Em Portugal, o cumprimento da legislação em vigor (Resolução do Conselho de Ministros n.º 49/2007) implica que todas as empresas de capitais públicos implementem um Plano de Ação para a Igualdade, sendo que o próprio sector privado revela um crescente interesse neste domínio.

O trabalho que temos desenvolvido aproximou-nos desta dimensão da responsabilidade social e temos vindo a enriquecer a nossa experiência neste domínio, através da participação em projetos desenvolvidos com entidades de referência na área, como a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego, a CIG – Comissão para a Igualdade de Género e a Associação Portuguesa de Ética Empresarial.

Quais as mais valias de um Plano de Igualdade?

Integrar os conceitos associados à Igualdade de Género nos princípios e valores da organização de forma a refletir estes conceitos nas políticas e procedimentos de gestão; implementar medidas que visem atuar ao nível da segregação horizontal e vertical e outras formas de discriminação associadas ao género; potenciação de competências dos recursos humanos através da inclusão de todas e de todos; disseminar e dar visibilidade às práticas bem sucedidas junto da cadeia de valor e comunidade empresarial.

Etapa I
Diagnóstico de situação de género

Aplicação de instrumentos de avaliação no domínio da Igualdade de Género com o objetivo de aferir os pontos fortes, as áreas de melhoria e o clima organizacional – na perspetiva de género e de orientação para a mudança. Os produtos a utilizar já foram devidamente validados e reconhecidos por um conjunto de peritos reconhecidos neste domínio.

Etapa II
Desenvolvimento do Plano

Tendo por base os resultados do diagnóstico, a equipa de consultores, em parceria com membros representantes da organização, procede aos planeamento dos objetivos e das respetivas ações a desenvolver, definindo-se uma estratégia de atuação no âmbito da integração e/ou consolidação da perspetiva de Igualdade de Género na organização.

Etapa III
Implementação do Plano

Execução do conjunto de atividades e ações previamente definidas para a consecução dos objetivos no domínio da Igualdade de Género.

Etapa IV
Atividades de disseminação

Realização de um conjunto de atividades que promovam a transferência de conhecimentos em contexto de trabalho. Neste âmbito, integram-se as ações de formação e sensibilização aos colaboradores/as da organização.

Etapa V
Comunicação

Criação de um sistema de comunicação de forma a consolidar e reforçar as ações desenvolvidas neste domínio e promover a sustentabilidade do processo, mantendo um fluxo de informação contínuo relativamente ao nível de consecução dos objetivos, ao desenvolvimento das atividades e aos benefícios associados.

Etapa VI
Mecanismos de monitorização e avaliação

Acompanhamento do processo de implementação do Plano de Igualdade através da criação de um sistema de avaliação que permita aferir o nível de consecução dos objetivos, com recurso a um painel de indicadores.