Skip to main content

Sustentabilidade

Projetos de economia circular

Projetos de economia circular

O conceito de economia circular resulta do facto de que não é mais possível basear o modelo de crescimento económico num modelo linear de extração, uso e descarte, quando os recursos do planeta são finitos. Precisamos de modelos alternativos que respeitem o valor dos recursos do planeta, devido à sua escassez, mas com escala.

O resultado da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, conhecida também como Rio+20 foi a Declaração, “O futuro que queremos” onde é reconhecido que a economia verde pode impulsionar o crescimento económico, o emprego e a erradicação da pobreza, preservando ao mesmo tempo os ecossistemas da Terra.

A economia verde é vista como um modelo de crescimento alternativo que operacionaliza o desenvolvimento sustentável a partir de três dimensões: economia de baixo carbono, eficiente na utilização de recursos e socialmente inclusiva.

A economia circular é uma das formas de concretizar a economia verde, sendo que as organizações que adotarem os princípios da circularidade estarão mais preparadas para os desafios da economia verde e para competir nos mercados globais pela redução de custos de matérias-primas e produção, redução das emissões de gases com efeito de estufa, e inovação de processos e produtos. Com a adoção do Green Deal ou Pacto Ecológico Europeu, foi definida uma nova estratégia europeia para a economia circular que impacta a política nacional e o plano de ação para a economia circular.

Proporcionamos assessoria na adoção da circularidade que se baseia na conceção de que os resíduos são recursos, o que implica avaliar o ciclo de vida dos produtos, reequacionar materiais e processos de produção, valorizar resíduos e desperdícios e preparar a organização para os requisitos legais emergentes.


ECONOMIA VERDE E ECONOMIA CIRCULAR
desafios e oportunidades